TRATAMENTOS


 

O tratamento em regime de internação tem duração de 6 meses, este é vinculado ao desempenho do residente em relação as atividades propostas pela clínica e pode variar de acordo com a evolução do paciente. Durante este período, o residente fica mantendo contato por telefone com a família de 15 em 15 dias e tem direito a visita familiar uma vez no mês, que acontece no terceiro sábado de cada mês.

O perfil do residente é definido depois de passar pela avaliação da equipe, ao chegar em nossa unidade de tratamento o paciente terá atendimento médico, psicológico, psiquiátrico e passará por uma triagem com a equipe de enfermagem, caso esteja apto começará a participar das reuniões e das atividades normais da casa, após a avaliação do seu comportamento nos primeiros dias na casa e de acordo com as conclusões dos profissionais que lhe atenderam, podemos determinar o grau de comprometimento do residente com a dependência e ter uma primeira ideia de seu engajamento com o tratamento, obtendo desse modo seu perfil.

A nossa abordagem abrange de forma bastante eficaz os aspectos biopsicossociais do residente. Desta forma, reabilitando de maneira simultânea no decorrer do tratamento todas as áreas afetadas pela doença da adicção (física, mental, social e espiritual). Para isso, utilizamos um conjunto de métodos que formam nossa metodologia como o 12 Passos de AA/NA e o método Minnesota.

– 12 Passos de AA /NA – Filosofia oriunda das Irmandades de Alcoólicos Anônimos e Narcóticos Anônimos, programa universal de recuperação reconhecido mundialmente.

– Método Minnesota – Método Norte Americano que contém 64 tarefas subdivididas em 23 módulos do qual cada conjunto de módulos corresponde a um dos 12 Passos de AA/NA. Essas tarefas proporcionam uma reforma íntima moral no residente e faz com que o mesmo crie resiliência emocional para suportar as dificuldades cotidianas sem precisar usar qualquer alterador de ânimo para fugir de sua realidade.

-PPR- Programa de prevenção de recaída – Programa Inglês desenvolvido especificamente para prevenir os residentes da recaída, utilizado na fase final do tratamento e no pós-tratamento. O pós- tratamento é de fundamental importância para a manutenção da recuperação, faz com que o residente não perca o vínculo com a instituição e que uma vez por semana retorne a mesma para praticar o (PPR) Programa de Prevenção de Recaída. O PPR junto com a freqüência as reuniões de Narcóticos Anônimos e Alcoólicos Anônimos diminuem em muito o risco da recaída e aumenta a qualidade da recuperação.

O programa de tratamento é composto por 4 fases, que totalizam um período mínimo de 180 dias, que varia de acordo com a necessidade e /ou desenvolvimento de cada paciente.

Primeira fase: Desintoxicação
Esta fase tem como objetivo a reabilitação física, o tratamento da síndrome de abstinência e a avaliação de eventuais doenças psiquiátricas associadas à síndrome de dependência química, como:

Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade;
Transtorno Afetivo Bipolar;
Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC);
Transtorno Borderline;
Transtorno de Personalidade;
Depressão Maior;
Esquizofrenia;

Segunda fase: Reabilitação Psico Emocional
Nesta fase o foco principal é o desenvolvimento e amadurecimento psicológico e emocional que geralmente são obstruídos ou prejudicados pela evolução da dependência.

Terceira fase: Reabilitação de Valores
Com a progressão da dependência, muitos valores pessoais, éticos e morais são desprezados ou reprimidos.o com a família.
Esta fase visa à reestruturação e reafirmação destes valores, fundamentais para uma vida saudável particular, em família e na sociedade.

Quarta fase: Reinserção Social e Manutenção
Esta fase é bastante sensível, pois o paciente está saindo de um ambiente protegido e retornado á família e á sociedade, portanto será desenvolvido um plano de ressocialização e manutenção de acordo com a necessidade de cada paciente e família.

Dependência Química

É uma condição física e psicológica causada pelo consumo constante de substâncias psicoativas. Devido a constante utilização desses tipos de drogas, o corpo humano torna-se cada vez mais dependente dos mesmo, tendo como consequência sintomas que afetam o sistema nervoso.

Principais drogas que causam a dependência: 

  • Álcool
  • Maconha
  • Crack
  • Cocaína

Tipos de Internação

  • Internação involuntária: É aquela que se dá sem o consentimento do usuário e com autorização de familiares, conforme a lei N° 10.216 art. 6°. Muitos usuários perdem o controle da sua própria vida e passam a viver para as drogas necessitando de uma intervenção familiar.
  • Internação Voluntária: É aquela que se dá com o consentimento do usuário, conforme a lei N° 10.216 art. 6°. nestes casos não se pode perder tempo e a família tem que agir o quanto antes.
  • Internação Compulsória: É aquela determinada pela Justiça, neste caso não é necessária a autorização familiar. O artigo 9º da lei 10.216/01 estabelece a possibilidade da internação compulsória, sendo esta sempre determinada por um juiz.

VALORES


I – Espiritualidade

O programa e a instituição são ecumênicos, respeitando a adversidade de crenças individual de cada um, porém em nosso cronograma estão previstas atividades diárias de cunho espiritual, pois acreditamos ser benéfico e essencial para uma recuperação estável e de qualidade.

II - Laborterapia

Trabalhos manuais realizados diariamente na manutenção da residência, também de fundamental importância para o tratamento, pois trabalham aspectos importantes como disciplina, compromisso, ocupação mental e principalmente auxilia no processo de desintoxicação do residente.

III – Orientação Familiar

São realizadas semanalmente reuniões, com o intuito de orientar os familiares dos residentes de acordo com o programa de recuperação para familiares, de modo que esses muitas vezes estão adoecidos em decorrência da exaustão física e emocional, estado em que chamamos de co-dependência e que requer tratamento específico, pois o tratamento do residente apresenta melhor qualidade quando seus familiares também estão se tratando.

SAIBA MAIS


É uma das drogas mais usadas no Brasil, por ser barata e de fácil acesso. Os efeitos, logo após o uso geralmente são: fome, olhos vermelhos, perda temporária de inteligência (retardamento) e ansiedade. Em nossa clínica tratamos o dependente de maconha usando como metodologia os 12 passos de NA (narcóticos anônimos) e o método Minnesota, além de atendimentos individuais com a psicologa (o) diariamente onde é trabalhada a conscientização do residente.

O alcoolismo não é um destino, mas sim uma progressão, um longo caminho de deterioração durante a vida , o qual piora cada vez mais. O tratamento de um dependente do álcool em nossa clínica é um processo que tem um início muito delicado, pois geralmente eles chegam a clínica debilitado fisicamente e mentalmente, e cerca de 8 a 12 horas após a última bebida, apresentam sintomas de abstinência. Após esse período inicial de desintoxicação e reabilitação física, a equipe multidisciplinar começa a trabalhar com o paciente os 12 passos de AA.

É uma substância fumada, os seus efeitos ocorrem no prazo de 10 a 15 segundos e sua duração é muito curta, dura em média 5 minutos, essa pouca duração faz com que o usuário volte a utiliza-la com mais frequência, fazendo do Crack uma droga poderosa. O nosso tratamento visa à desintoxicação, a conscientização do paciente em aceitar o tratamento, buscando a espiritualidade, fazendo com que o mesmo recupere a sua sanidade mental e venha acreditar em sua reabilitação.

É uma substância em forma de pó, serve para ser aspirada ou injetada, estimula a dopamina e produz no usuário uma grande sensação de prazer, intensa euforia e poder. O nosso método moderno e eficaz de tratamento baseado no método minnesota, PPR  e os 12 passos, vem demonstrando resultados significativos na reabilitação dos nossos pacientes.